Congresso Conasems: Mesa debateu os desafios e caminhos para o SUS pós pandemia da Covid-19 - CONASEMS
voltar

Congresso Conasems | 15/07/2022

Congresso Conasems: Mesa debateu os desafios e caminhos para o SUS pós pandemia da Covid-19

A segunda grande mesa do XXXVI Congresso Conasems debateu como o SUS enfrentou a maior pandemia do século, as lições aprendidas e os caminhos possíveis após o momento mais grave da crise sanitária. Estiveram presentes na mesa o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, o presidente do Conass, Nésio Fernandes, a representante da OPAS no Brasil, Socorro Gross e o diretor do Conasems, Hisham Hamida. A atividade foi mediada pelo diretor do Conasems, Artur Belarmino. 

O diretor do Conasems, Hisham Hamida, comentou sobre as burocracias, que se tornaram um problema ainda maior no período de pandemia, onde as ações tinham que ser tomadas de maneira imediata. “A gente vive em um estado muito burocrático, que não observa as demandas e as situações de maneira cuidadosa em relação à saúde, muitas vezes a situação é: ou eu sigo uma burocracia ou eu salvo uma vida e eu, como gestor, não tenho dúvida sobre essa questão”. O diretor do Conasems também fez uma análise sobre a gestão do SUS durante a pandemia. “Hoje em dia é fácil falar dos equívocos que cometemos no começo da pandemia, mas a gente estava no escuro, não foram equívocos de um município, estado ou país, a falta de informação para tomada de decisões foi um problema mundial”. 

A representante da OPAS no Brasil, Socorro Gross, enfatizou a importância do SUS durante a pandemia. “Passamos por um dos momentos mais difíceis do século, todos os países enfrentaram desafios. No início, imaginamos que países ricos iam lidar melhor com a pandemia, mas a gente percebeu que não se tratava apenas de dinheiro e sim da importância que os países deram, no decorrer dos últimos anos, para construir um sistema de saúde robusto, e o Brasil se destacou nesse ponto, a capilaridade do SUS, o imenso alcance e a estrutura já existente foi o que fez com que a gente conseguisse lidar com essa crise. Países que  privatizaram a saúde e transformaram isso em mercadoria sem pensar no coletivo, não tiveram como agir, não se constrói um sistema de saúde de um dia para o outro”. 

Socorro também destacou a importância dos profissionais de saúde no contexto da emergência provocada pela Covid-19. “Uma lição que aprendemos foi em relação aos insumos que faltaram, mas além disso, faltaram recursos humanos, não adianta ter leitos e hospitais se não temos profissionais de saúde capacitados e preparados, esse investimento em recursos humanos é um tema importante para ser discutido” e finalizou “O SUS existe porque vocês existem, apesar dos diversos problemas que tivemos, vocês fizeram toda a diferença”. 

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, também comentou sobre o investimento na capacitação dos profissionais de saúde. “A gente acredita muito que a formação dos profissionais na ponta é uma das melhores formas de fortalecer o SUS, destaco o curso do ImunizaSUS como um exemplo de ação que promovemos nesse sentido no momento da pandemia”. 

O presidente do Conass, Nesio Fernandes, falou sobre os equívocos e aprendizados. “A gente sabia que não seria uma gripezinha, porque uma gripezinha não mata mil pessoas por dia, mas, mesmo assim, nós demoramos para tomar decisões importantes, como testar a população em massa, por exemplo. Foram inúmeros equívocos e insuficiências e temos que reconhecer tudo isso para usar essa experiência como aprendizado e encontrar caminhos para melhorar o SUS”. 

A mesa abriu para participação do público e foram ressaltados temas importantes como a necessidade de uma campanha nacional forte sobre a importância da vacinação e a falta de profundidade da formação dos profissionais de saúde nas graduações, de acordo com a congressista que pediu a fala durante a mesa “hoje a gente vê muitas faculdades de saúde abrindo em todos os cantos do país, muitas até em formato EAD, e isso não faz sentido, na saúde a gente precisa que os alunos estejam presentes nos serviços e entender como o SUS funciona, hoje a gente vê e lida com profissionais desqualificados e prejudica a assistência”. 

XXXVI CONGRESSO CONASEMS 14/07/2022 – Período da Manha | Flickr

XXXVI CONGRESSO CONASEMS 14/07/2022 – Período da Tarde | Flickr

 

Compartilhar