Secretaria da Saúde de Cotia (SP) alerta para casos de violência contra menores - CONASEMS
voltar

Gestão | 30/11/2010

Secretaria da Saúde de Cotia (SP) alerta para casos de violência contra menores

reuniao_violencia
reuniao_violenciaA Secretaria Municipal da Saúde mobilizou profissionais e representantes de órgãos e entidades de proteção ao menor, para que atuem em conjunto contra a violência doméstica. A reunião aconteceu na quinta-feira (25/11) e contou com a presença dos secretários Antonio Melo (Saúde) e Ângela Maluf (Mulher).

De acordo com o coordenador de Urgências e Emergências do município – Dr. Isnarde C. Miguel Filho, os pronto-atendimentos da cidade atendem a um grande número de crianças e adolescentes vítimas de maus tratos. “Muitas vezes, o médico atende a vítima no consultório e o agressor está esperando no portão para levá-la de volta à casa. Com certeza esses casos não chegarão à Justiça, nem farão o agressor parar com a violência”, destacou.

A violência doméstica abrange maus-tratos e abuso sexual no ambiente familiar contra a criança, o adolescente, o idoso e a mulher. “A notificação desses casos pelos profissionais de saúde contribui para que seja feita uma análise do problema e permite o desenvolvimento de programas e ações específicas”, explicou o secretário Antonio Melo.

Os participantes cobraram uma atuação mais efetiva do Conselho Tutelar e de outras entidades, e apontaram para a necessidade de se criar um comitê que cuide especificamente dos casos de agressões contra os menores.

A representante do Hospital Regional de Cotia informou aos presentes que para os casos de violência sexual identificados até o 14o dia, o Hospital Regional de Cotia é referência de atendimento. “Além dos procedimentos de rotina para os casos de violência sexual, oferecemos seis meses de assistência psicológica e social. Nas ocorrências em que o atendimento ocorre após 14 dias do ato, a vítima é encaminhada para procedimento ambulatorial e recebe acompanhamento do serviço social do hospital”, declarou a médica Marilza Ramos.

A secretária da Mulher, Ângela Maluf, falou sobre os 16 dias de ativismo pelo fim da violência e ressaltou que o Centro de Referência de Caucaia do Alto e a sede da Secretaria da Mulher em Cotia estão à disposição para unir forças na luta contra os abusos cometidos contra crianças e adolescentes.

Funcionários das secretarias da Saúde, Mulher, Educação, além de representantes da Polícia Civil, Delegacia da Mulher, Conselho Tutelar, Conselho Ouvidor dos Direitos Humanos e Conselho Municipal da Saúde decidiram promover uma nova reunião nas próximas semanas, para definir estratégias de combate à violência.

O objetivo é definir o fluxo de atendimento nos postos de saúde, estreitar as relações com os conselhos municipais e estabelecer ações que assegurem que vítimas de violência (menores, idosos, portadores de necessidades especiais e mulheres) tenham acompanhamento adequado. A Secretaria da Saúde também lançará uma campanha permanente contra a violência de qualquer tipo no município.

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Cotia (SP) 

Compartilhar