PRUDENTE: Terceiro lote de exames sobre leishmaniose apresenta primeiro caso positivo do ano - CONASEMS
voltar

Gestão | 03/02/2011

PRUDENTE: Terceiro lote de exames sobre leishmaniose apresenta primeiro caso positivo do ano

rato
ratoA Secretaria Municipal de Saúde de Presidente Prudente, através do Centro de Zoonoses (CCZ) divulgou o terceiro lote de exames de leishmaniose realizado ano pelo Instituto Adolpho Lutz. Segundo o diretor do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) do município, o médico veterinário Célio Nereu Soares, foram colhidas sete amostras de cães residentes em bairros e distritos rurais do município, entre os dias 5 e 10/01. O terceiro lote apresentou o primeiro caso positivo do ano, trata-se de um caso importado. O cão que é de Lucélia, estava há um ano em meio em um dos distritos de Prudente.

De acordo o médico veterinário, o dono do cão contaminado identificou os sintomas e encaminhou o animal para o Centro de Controle de Zoonoses, para colher a mostra de sangue. Segundo ele, as equipes já tinham suspeitas na região onde o cão foi encontrado, sendo que já haviam cadastrado todos os animais dos distritos. Segundo ele, após o registro do caso positivo o próximo passo é de realizar exames de sangue em todos animais onde o caso foi registrado.O animal contaminado já foi eutanasiado na tarde desta quinta-feira (3/02).

Ele adianta que a partir do resultado positivo a equipe deve intensificar o trabalho de conscientização dos moradores, para prevenir a leishmaniose. Ele explica que neste período de chuvas o morador deve redobrar os cuidados mantendo o quintal limpo, além de estar atento aos sintomas que o animal pode apresentar, como por exemplo: emagrecimento, queda de pêlos, vômito, crescimento exagerado das unhas, entre outros.

Neste ano, já foram realizados três lotes de exames pelo Instituto Adolpho Lutz, no primeiro foram colhidas 49 mostras de sangue. Já no segundo foram 24 mostras de sangue. Sendo que os dois primeiros lotes foram colhidos em dezembro, todos resultados foram negativos.

No CCZ já estão cadastrados 3.800 donos e 7.200 cães e gatos, de uma população canina e felina estima em cerca de 40 mil. Durante os anos de 2009 e 2010 foram realizados 1.189 exames e constatados 14 casos positivos, sendo seus de animais contaminados na própria cidade, que são os chamados autóctones, sendo o último em 21 de dezembro.


Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Presidente Prudente  (SP)

Compartilhar