Ponte Nova promove diversas atividades no Dia Mundial de Luta Contra a AIDS - CONASEMS
voltar

Gestão | 30/11/2010

Ponte Nova promove diversas atividades no Dia Mundial de Luta Contra a AIDS

dia
diaAmanhã, quarta-feira, em todo mundo, comemora-se o “Dia Mundial da Luta Contra a AIDS”. A data foi criada para relembrar o combate à doença e despertar nas pessoas a consciência da necessidade da prevenção, aumentar a compreensão sobre a síndrome e reforçar a tolerância e a compaixão às pessoas infectadas.

Foi a Assembléia Mundial de Saúde, com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), que instituiu a data de 1º de dezembro. A decisão foi tomada em outubro de 1987. No Brasil, a data passou a ser comemorada a partir de 1988, por decisão do Ministro da Saúde.

A cada ano, diferentes temas são abordados, destacando importantes questões relacionadas à doença. Em 1990, por exemplo, quando a Aids ainda era mais disseminada entre os homens, o tema foi “A AIDS e a Mulher”. Em 1997, foi a vez de as crianças infectadas serem lembradas. A importância da família e da união de forças também já foram destacadas como importantes aliados da luta contra a Aids.

Em Ponte Nova, a Secretaria Municipal de Saúde em parceria com o Governo Federal e Estadual mantém um Centro de Testagem e Aconselhamento, CTA, na Policlínica Milton Campos, na rua Padre Nicolau Caríssimo, 113, bairro Palmeiras, ao lado do Colégio Salesiano Dom Helvécio, (31) 3817-4466.

Os trabalhos são realizados sob a responsabilidade técnica da enfermeira Márcia Silveira. “Os exames são feitos de forma anônima. No CTA são realizados testes rápidos, que detectam os anticorpos contra o HIV em até 30 minutos, colhendo uma gota de sangue da ponta do dedo. Além da execução dos testes, há um processo de aconselhamento, antes e depois do teste, para facilitar a correta interpretação do resultado pelo paciente. O principal jeito de contrair o vírus HIV é por meio de relações sexuais sem camisinha. Por isso, ter medo ou se afastar de quem é soropositivo é a maior bobagem. Diga não ao preconceito. Mas, principalmente, diga não ao sexo sem proteção. Quer a AIDS longe de você? Use camisinha. Quem não se cuida corre muitos riscos e ainda coloca outras pessoas em perigo. Usar camisinha é muito mais que proteção: é respeito. Saber do contágio pelo HIV precocemente aumenta a expectativa de vida do soropositivo. Quem busca tratamento especializado no tempo certo e segue as recomendações do médico ganha em qualidade de vida,” informou a Coordenadora.

Ainda sobre o assunto, Márcia Silveira orienta que “as mães soropositivas têm 99% de chance de terem filhos sem o HIV se seguirem o tratamento recomendado durante o pré-natal, parto e pós-parto.”

Se você passou por uma situação de risco, como ter feito sexo desprotegido ou compartilhado seringa, faça o exame!

Sem_ttulo
Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Ponte Nova (MG) 

Compartilhar