O que você precisa fazer antes de migrar para o e-SUS APS 4.0 - CONASEMS

Orientações técnicas

O que você precisa fazer antes de migrar para o e-SUS APS 4.0


Atualizando ou instalando a nova versão do sistema? Confira o passo-a-passo para seguir:

A atualização e instalação para a versão 4.0 do PEC e-SUS APS foi projetada para ser rápida e fácil. Poucas etapas são necessárias antes de iniciar o programa, mas é preciso garanti-las para um bom funcionamento da nova versão.

O primeiro passo a ser seguido por todos é verificar se o computador já possui o Java 8 (ou superior) de 64 bits instalado. A verificação da versão pode ser feita no terminal no Linux ou prompt de comando no Windows, com o comando “java -version”.

Caso você verifique que ainda não possui esta versão ou não possua o Java instalado, pode obter o Java JRE 8 de 64 bits para Windows clicando aqui, ou para Linux executando no terminal o seguinte comando: apt install openjdk-8-jre-headless.

A partir daí, o passo-a-passo diverge se você está atualizando o PEC e-SUS APS que já possui ou se está instalando diretamente a versão PEC e-SUS APS 4.0.

Para atualização de versão anterior do e-SUS APS
> Faça um backup antes de iniciar a atualização (e teste-o em outra máquina, para ver se é um backup funcional);
> É fundamental que a versão já instalada seja a 3.2.31 para iniciar a atualização; assim, todas as migrações têm garantia de terem sido rodadas, todos os processamentos realizados e os registros atualizados;

Para instalação direta do e-SUS APS 4.0
> Para iniciar a instalação é necessário possuir privilégios de administrador para executar o instalador, que inicia com “eSUS-AB-PEC”, de extensão .jar;

Nos dois casos, para a sincronização segura do banco de dados, você precisa saber se seu município possui banco de dados próprio ou se utilizará o banco Postgres disponibilizado no instalador. Caso use banco de dados próprio, você deverá incluir URL de conexão, nome de usuário e senha durante a instalação do e-SUS APS 4.0, ou selecionar um backup da

3.2.31 ou superior. Em ambos os casos, o município é responsável pela administração e configuração do banco de dados.

Agora, é seguir com o processo de instalação intuitivo do e-SUS APS 4.0! Mas caso tenha alguma dúvida, você pode acessar a plataforma esusaps.bridge.ufsc.br para conversar com o Suporte Bridge. O Suporte é composto por uma equipe especializada no Laboratório Bridge, que desenvolveu toda a estratégia e-SUS APS para o Ministério da Saúde.

Por Mahara Aguiar
Assessoria de Comunicação
Laboratório Bridge / CTC / UFSC

Compartilhar