Divulgação da versão 4.1 do e-SUS APS - CONASEMS

Orientações técnicas

Divulgação da versão 4.1 do e-SUS APS


Melhoria na estratégia permite sinalizar aplicação de doses no Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC) e na Coleta de Dados Simplificada (CDS), por meio de ficha desenvolvida especificamente para a mobilização nacional

 

O registro de dados sobre a saúde da população é uma das atividades essenciais da Atenção Primária à Saúde. Para isso, os sistemas de registro são aperfeiçoados continuamente. A mais recente versão da estratégia 4.1.7 do e-SUS APS permite sinalizar as doses administradas na campanha de vacinação contra a Covid-19 nas unidades de saúde dos municípios. É possível indicar a aplicação no Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC) e na Coleta de Dados Simplificada (CDS) por meio de ficha desenvolvida especificamente para a mobilização nacional.

As regras de uso do sistema estão descritas no Informe Técnico Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19. De acordo com o documento, o registro da dose será nominal/individualizado. Essa modalidade de registro vai garantir o reconhecimento da pessoa vacinada pelo número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou do Cartão Nacional de Saúde (CNS). A medida possibilitará o acompanhamento da população imunizada, evitará a duplicidade de vacinação, além de identificar e monitorar a investigação de possíveis eventos adversos pós vacinação.

De acordo com o secretário de Atenção Primária à Saúde, Dr. Raphael Parente, a atualização do sistema é uma medida fundamental para a operacionalização da campanha de combate à Covid-19. “ O registro é imprescindível para garantir o acompanhamento e monitoramento dos vacinados. Além disso, vai permitir acompanhar também o desenvolvimento de cada etapa da campanha de imunização”, destacou.

A nova versão da estratégia e-SUS APS ainda conta com as seguintes melhorias:

• Lista de cidadãos sinalizada por problemas e condições avaliadas no Módulo de acompanhamento de condições de saúde;

• Redesign dos módulos cidadãolista de atendimentos, lotes de imunobiológicos, atenção domiciliar e unificação de cadastros;

• Transmissão de prescrições de medicamentos e encaminhamentos para o centralizador nacional;

• Envio automático de dados para as instalações centralizadoras estaduais.

Para saber mais sobre a versão 4.1.7 e atualizar o software, acesse os manuais do e-SUS APS, disponíveis no link: https://aps.saude.gov.br/ape/esus.

 

VIA SAPS/MS

Compartilhar