NOTA : Ambulância Cidadã e Samu devem prestar assistência a todo cidadão, adverte Sesau - CONASEMS
voltar

Gestão | 13/01/2011

NOTA : Ambulância Cidadã e Samu devem prestar assistência a todo cidadão, adverte Sesau

samu24
samu24A Secretária de Estado da Saúde (Sesau) esclarece que após contato com a secretária municipal de Saúde de São Brás, Cícera Cristina Costa, para levantamentos do que fora noticiado na imprensa, que as informações dando conta que o condutor da Ambulância Cidadã  daquele município teria negado socorro às vítimas de um acidente, ocorrido na quarta-feira (12) na BR 101 são improcedentes. O Sistema Ambulância Cidadã  é um programa estadual, mas de competência, gerenciamento e responsabilidade dos gestores municipais.

Segundo Cícera Cristina, o motorista Cristiano Santos Limeira,  que transportava uma gestante naquele momento, ao ser  informado da ocorrência procurou  ajuda, junto ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que possui base na cidade de Porto Real do Colégio e atende pelo número 192.

Ainda de acordo com a secretária, o motorista que retorna com a paciente para São Brás após receber atendimento em Penedo foi informado do acidente e como estava com a gestante que ainda encontrava-se debilitada e sentindo dores, seguiu até Porto Real do Colégio para acionar a equipe do Samu.

Cristina ressaltou que os motoristas são orientados e conscientes e  de sua responsabilidade. Ela acrescentou também que ao ser informada do ocorrido procurou o condutor da ambulância para esclarecimentos, inclusive com o testemunho da paciente e um seu acompanhante.

A Sesau orienta aos secretários municipais de Saúde e demais gestores, que o Sistema Ambulância Cidadã, assim como o Samu, devem prestar total assistência a todo cidadão; que nos impedimentos onde estes já estejam em ocorrência, que os profissionais possam adotar o protocolo de urgência e emergência, utilizando os números 192 (Samu), 193 (Bombeiros) ou 190 (Polícia Militar) que funcionam gratuitamente a partir de uma chamada telefônica para buscar socorro imediato e necessário às vítimas.

Atenciosamente,

Secretaria de Estado da Saúde

Compartilhar