Live: HubCovid e Conasems esclarecem mitos e verdades sobre a variante Delta nesta sexta-feira - CONASEMS
voltar

Coronavírus | 08/09/2021

Live: HubCovid e Conasems esclarecem mitos e verdades sobre a variante Delta nesta sexta-feira

Na próxima sexta, dia 10, às 14h30, especialistas do HubCovid e do Conasems abordarão os principais temas sobre a variante Delta do SarsCoV-2 na live “Variante Delta: Mitos e Verdades” com o médico epidemiologista e curador do HubCovid, André Ribas Freitas e o assessor técnico do Conasems, Alessandro Chagas.  A transmissão está programada para a próxima sexta, dia 10, às 14h30, com transmissão pelo canal no YouTube do Conasems: https://youtube.com/canalCONASEMS.

Os participantes do debate serão:

André Ribas Freitas, médico epidemiologista, curado do HubCovid, graduado em Medicina pela Universidade Estadual de Campinas (1995), com Especialização em Saúde Pública (2003), Mestrado em Clínica Médica pela Universidade Estadual de Campinas (2006) e Doutorado em Epidemiologia pela Faculdade de Medicina da UNICAMP (2014). Atualmente é editor da Inter American Journal of Medicine and Health (ISSN 2595-6647), professor de Epidemiologia e Bioestatística na Faculdade de Medicina São Leopoldo Mandic de Campinas (2013 até o momento). Trabalhou até março de 2020 no Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde de Campinas, atuando principalmente nos seguintes temas: epidemiologia, controle de doenças infecciosas, dengue, Zika, chikungunya, esquistossomose, febre maculosa brasileira, influenza e doenças crônicas não transmissíveis.

Alessandro Aldrin Pinheiro Chagas, assessor técnico do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS). Graduado em Farmácia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1996), com ênfase em Análises Clínicas (1997). Consultor da Organização Panamericana de Saúde (OPAS). Experiência em Gestão Pública, Políticas Públicas, Assessoria, Auditoria Análises Clínicas, com ênfase em Bioquímica, Epidemiologia e Farmácia Hospitalar.

 

Variante Delta

No final de agosto, o Brasil registrou um aumento de 86% de casos confirmados da variante Delta da COVID-19 em um período de apenas uma semana. A alta, que também pode ter sido influenciada pela mudança na análise da cepa feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS), indica um cenário de alerta para o avanço da variante.

Como exemplo deste potencial risco, no Rio de Janeiro, 86% dos casos analisados são da Delta – em junho esse índice era de apenas 6%. A predominância da cepa ocorre no mesmo momento da alta da taxa de internações no estado carioca. Se o maior nível de transmissão da variante já era esperado, o relaxamento do distanciamento social e do uso de máscaras contribui ainda mais para a propagação do vírus.

“O crescimento de casos desta cepa é preocupante, pois é mais transmissível e com maior risco de internações entre aqueles não completamente vacinados. Enquanto a maioria da população não estiver imunizada, será primordial manter as medidas não farmacológicas, como uso de máscaras e distanciamento social”, ressalta André Ribas Fretas, curador do HubCovid.

 

Sobre o HubCovid – É uma iniciativa do Instituto de Pesquisa e Apoio ao Desenvolvimento Social (IPADS), Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) e Fundação Johnson & Johnson. É uma plataforma, disponível em http://hubcovid.org.br/, que reúne infectologistas, epidemiologistas, sanitaristas e virologistas com a proposta de disseminar conhecimento científico para gestores e profissionais da saúde envolvidos no combate a pandemia no Brasil.

Sobre o IPADS  – O IPADS é uma organização sem fins lucrativos, que atua na perspectiva de contribuir com o desenvolvimento social e com a melhoria da qualidade de vida da população, apoiando a formulação, implantação e avaliação de políticas, programas e projetos. O trabalho do Instituto é caracterizado pela interdisciplinaridade, principalmente pela atuação conjunta de seus associados que buscam uma abordagem integral das necessidades do cidadão.

Sobre Johnson & Johnson – Patrocinada pelas companhias Johnson & Johnson do Brasil, a Fundação R.W.Johnson é uma entidade privada, sem fins lucrativos, reconhecida como entidade de utilidade pública. Atua realizando investimentos sociais que busquem o desenvolvimento da qualidade de vida e a melhoria das condições da saúde, educação e meio ambiente, por meio da promoção da saúde e capacitação de profissionais.

Compartilhar