COSEMS BA participa de encontro para discutir ações de controle a febre amarela - CONASEMS
voltar

COSEMS - BA | 02/02/2017

COSEMS BA participa de encontro para discutir ações de controle a febre amarela

Com o objetivo de discutir o controle e a imunização da febre amarela silvestre, nos 67 municípios situados em áreas de risco e de fronteira com estados que tiveram casos confirmados da doença, a Diretora do COSEMS-BA e secretária municipal de Saúde de Coribe, Jacqueline Bomfim, participou na tarde desta terça-feira, de um encontro com o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas Boas, prefeitos e secretários municipais de saúde, na sede da Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia (Seinfra), no CAB.

A diretora do Cosems/BA chamou atenção dos participantes para a importância de um plano de ação efetivo de vacinação para que a cobertura vacinal seja atingida no público alvo. Jacqueline Bomfim também destacou a importância de um esclarecimento maior sobre a doença junto aos veículos de comunicação, “o papel da imprensa é fundamental nas ações desenvolvidas para o controle da doença e mobilização dos indivíduos que precisam de imunização”, justificou a gestora.

Desde a semana passada, 67 municípios das regiões oeste, sudoeste e extremo sul intensificaram a vacinação contra a doença, devido à ocorrência de óbitos em alguns estados que fazem divisa com a Bahia, como é o caso de São Paulo, Minas Gerais e Goiás. Destes 67 municípios, 45 estão localizados em áreas consideradas de risco.
Na Bahia foram registrados 7 notificações de casos suspeitos da doença, em três municípios: 2 em Teixeira de Freitas (sendo que um já foi descartado), 4 em Coribe e 1 em Itiúba. Até o momento, o estado não teve nenhum caso de febre amarela confirmado.

A Secretaria da Saúde Estado da Bahia (Sesab) informou que já distribuiu 116 mil doses da vacina. A instituição aguarda para os próximos dias a chegada de mais 400 mil doses extras da vacina, que também serão encaminhadas aos 67 municípios em situação de risco.

Municípios em situação de risco de febre amarela

Angical, Baianópolis, Barra, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Brejolândia, Buritirama, Campo Alegre de Lourdes, Canápolis, Carinhanha, Casa Nova, Catolândia, Cocos, Coribe, Correntina, Cotegipe, Cristópolis, Feira da Mata, Formosa do Rio Preto, Ibotirama, Itaguaçu da Bahia, Iuiú, Jaborandi, Luís Eduardo Magalhães, Malhada, Mansidão, Morpará, Muquém de São Francisco, Paratinga, Pilão Arcado, Remanso, Riachão das Neves, Santa Maria da Vitória, Santa Rita de Cássia, Santana, São Desidério, São Félix do Coribe, Sento Sé, Serra do Ramalho, Serra Dourada, Sítio do Mato, Sobradinho, Tabocas do Brejo Velho, Wanderley, Xique-Xique.

Os 22 municípios que apresentam grande circulação de pessoas vindas do estado de Minas Gerais

Alcobaça, Belmonte, Caravelas, Eunápolis, Guaratinga, Ibirapuã, Itabela, Itagimirim, Itamaraju, Itanhém, Itapebi, Jucuruçu, Lajedão, Medeiros Neto, Mucuri, Nova Viçosa, Porto Seguro, Prado, Santa Cruz de Cabrália, Teixeira de Freitas, Vereda, Vitória da Conquista.

Compartilhar