Especial Brasil, aqui tem SUS: atendimento odontológico em Caxias do Sul - RS durante a pandemia - CONASEMS

Especial Brasil, aqui tem SUS: atendimento odontológico em Caxias do Sul – RS durante a pandemia

Com o início da pandemia provocada pelo coronavírus, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendou a suspensão de atendimentos eletivos de odontologia, aqueles agendados com antecedência, em função da grande emissão de aerossóis que envolvem essa atividade. No município de Caxias do Sul- RS, a coordenação de saúde bucal adequou a assistência com o intuito de otimizar o uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e atender com segurança a população que necessitava de atenção emergencial. A rede de saúde do município de Caxias do Sul conta com 45 Unidades Básicas de Saúde (UBS), um Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), 73 cirurgiões-dentistas e 55 auxiliares de Saúde Bucal.

O fluxo de atendimento passou a funcionar da seguinte forma: o usuário com necessidade de atenção odontológico de urgência vai até a sua UBS de referência, que é a porta de entrada do sistema. Lá ele passa por uma triagem, que inclui a avaliação de sintomas gripais e, caso a sua necessidade seja confirmada, é encaminhado para o CEO. Foi o caso da pequena Vitória, que ao apresentar dores de dente foi levada por sua mãe, Jéssica, à UBS da região e de lá encaminhada para o CEO. A mãe de Vitória conta que o processo foi muito tranquilo, elas se sentiram seguras e no mesmo dia foram atendidas no CEO.

“Esta foi a melhor maneira que encontramos para otimizar o uso de EPI, devido à sua falta no início da pandemia e a redução de recursos financeiros para dar conta de toda a demanda do sistema de saúde na cidade”, afirma a diretora da política de Saúde Bucal, Fabiana Ramos. Com a centralização dos atendimentos no CEO, foi possível também garantir maior segurança de usuários e profissionais porque as UBS não dispõem de bomba a vácuo, utilizada para fazer a sucção da saliva e da água com alta potência; aparelhos de Raio X, para um diagnóstico mais preciso; bem como de sistema de isolamento absoluto e ventilação adequada em todos os ambientes, que restringem a emissão de aerossol.

A coordenação instituiu também um rodízio de atendimento no CEO, evitando maior exposição dos profissionais. Nas localidades mais distantes (interior) e na unidade prisional, os atendimentos de urgência foram mantidos nas UBS, já que é necessário pelo menos uma hora de deslocamento para chegar ao CEO. O resultado desse esforço valeu à pena. Todos os atendimentos de emergência foram realizados, somente um profissional foi contaminado até agora por Covid, houve redução no uso de EPIs e os usuários têm demonstrado satisfação. Esta experiência foi apresentada na live da I Mostra Virtual Brasil, aqui tem SUS – enfrentamento à Covid – 19, realizada terça-feira, 18 de agosto. As lives reúnem experiências selecionadas por uma comissão de avaliação da Mostra, dentre as melhores em cada estado da federação.

Confira abaixo a live que inclui a participação do município de Caxias do Sul – RS:

 

 

Texto: Giovana de Paula, colaboradora externa do Conasems 

Compartilhar