voltar

Notícias | 04/08/2020

Webinário UNFPA/ONU: O impacto da Covid-19 no acesso aos métodos contraceptivos

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) em parceria com a Associação Brasileira de Estudos Populacionais (ABEP) está realizando uma série de seminários virtuais intitulado População e Desenvolvimento em Debate para discutir questões populacionais no contexto da pandemia COVID-19.

O tema “O impacto da Covid-19 no acesso aos métodos contraceptivos e os desafios enfrentados pelo Planejamento Familiar” será  discutido no webinário que acontece no dia 05 de agosto (quarta-feira) às 15h. A vice presidente do Conasems, Cristiane Martins Pantaleão, participa do debate online com dois convidados internacionais que farão menção a situação na América Latina.

Clique aqui para acessar o canal do UNFPA no Youtube

Para além das diversas implicações epidemiológicas, a Pandemia da Covid-19 leva a repercussões também interrompendo informações e os serviço pelo planejamento familiar na saúde. Na América Latina e Caribe vem afetando o acesso aos métodos contraceptivos, de duas maneiras, quando reportamos ao serviço público: pela interrupção dos serviços de saúde sexual e reprodutiva. Por fatores como a sobrecarga dos sistemas de serviços de saúde (por exemplo, desvio de equipamentos e funcionários/servidores para resposta à pandemia) e; uma queda na demanda por serviços de saúde sexual e reprodutiva devido à relutância da própria população em comparecer às unidades de saúde, seja por receio de contaminação ou mesmo por restrições de mobilidade.

Outro ponto também impactado é a dificuldade das pessoas de adquirirem os métodos modernos em farmácias com recursos próprios, devido a diminuição de renda. Portanto, alguns estudos estimam que após a Covid-19, o percentual de mulheres com Necessidade Não Atendidas de Planejamento Familiar pode ter um retrocesso aos ganhos da garantia do acesso universal à saúde sexual e reprodutiva adquiridos em anos anteriores.

O UNFPA estima que 47 milhões de mulheres podem perder o acesso à contracepção moderna se a situação da pandemia continuar por 6 meses, e pode levar a quase 7 milhões de gestações indesejadas. Com intuito de promover o debate sobre a situação do acesso aos contraceptivos no América Latina e do Brasil, e também trazer exemplos de iniciativas internacionais que possa auxiliar aqueles que trabalham no fornecimento de contraceptivos às mulheres e meninas em países de baixa e média renda.

Palestrantes:

Federico Tobar – Consultor regional do UNFPA em Sistemas de Saúde e Garantia de Suprimentos de Saúde Reprodutiva. É consultor regional do Fundo de População das Nações Unidas para a América Latina e o Caribe em Sistemas de Saúde e Garantia de Suprimentos de Saúde Reprodutiva. Ele é economista da saúde e, tanto na tese de mestrado quanto na de doutorado, abordou o problema do financiamento de políticas de saúde. Autor de 18 livros e 97 artigos em revistas científicas. Foi consultor do Banco Mundial e do BID e, antes disso, foi chefe do Gabinete do Ministério da Saúde da Argentina, onde implementou o Programa Remédio. Possui mestrado em Administração pela Fundação Getúlio Vargas – RJ e doutorado em Ciências Políticas pela Universidad Del Salvador. Tem experiência na área de Farmácia, com ênfase em Farmacoeconomía. Atuou como consultor Internacional no Ministério da Saúde do Paraguai na formulação e gestão de políticas sociais e de saúde e no Programa de distribuição de medicamentos e equipamentos para hospitais e centros de saúde.

Milka Dinev – Coordenadora do ForoLAC/Reproductive Health Supplies Coalition. Tem 35 anos de experiência em gerenciamento e desenvolvimento de projetos, incluindo administração e finanças. Ela tem experiência programática em várias áreas, incluindo saúde sexual e reprodutiva e HIV / AIDS, planejamento familiar, meio ambiente, gênero, ajuda alimentar, desenvolvimento e agricultura alternativos, direitos humanos e pesca. Milka foi diretora do Projeto Global de Saúde Reprodutiva da USAID para expandir a prestação de serviços de ESD para a Pathfinder International, bem como representante para o Peru e Equador. Também foi diretora do setor de saúde do IRD de ajuda internacional e desenvolvimento na sede em Washington DC e trabalhou na CIDA / ACDI no Peru e na Bolívia e na CARE Peru. Prestou assistência técnica a programas de IRD e à Pathfinder International ao redor do mundo, na África, Ásia, América Latina e Oriente Médio (Quênia, Guiné, Burundi, Angola, Nigéria, Tanzânia, Moçambique, Gana, Senegal, Etiópia, Iraque, Egito, Iêmen, Jordânia, Paquistão, Bangladesh, Indonésia, Filipinas, Nepal, Guatemala, Colômbia, Equador, Bolívia e Peru). Ingressou no InsideNGO em outubro de 2011 como Especialista Sênior e logo em 2013 para a Reproductive Health Supplies Coalition RHSC e coordena o ForoLAC e o Grupo de trabalho de Insumos de Saúde Materna.

Cristiane Martins Pantaleão – Vice presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, Graduada em Enfermagem pela Universidade Estadual do Oeste do Pará. Especialista em saúde da mulher, e em gestão de saúde, mestranda em saúde coletiva. Em 2002, escolheu ser enfermeira por encantamento pelo Sistema público, pelo cuidado com as pessoas e por acreditar no ser humano. Em 2006 atuou como enfermeira coordenadora de Unidade de Saúde da Família em Ubiratã-PR. Admitida em concurso público no município apoiou a criação de uma coordenação de Atenção Básica. O seu objetivo era ampliar e fortalecer esse importante nível de atenção no município. Em 2009 assumiu a secretaria de saúde do município de Ubiratã-PR, onde permanece até hoje. Em 2014, foi eleita presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (Cosems-PR), onde ficou por 3 mandatos. Atualmente, é Vice presidente do CONASEMS – Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde. Cristiane Martins Pantaleão tem uma história muito rica no trabalho em Saúde Pública, participando e construindo um sistema de saúde pensando no cuidado, na integralidade, universalidade e na igualdade.

Facilitadora:
Astrid Bant – Representante do Fundo de População das Nações Unidas no Brasil

Webinário
Impacto da Covid-19 no acesso aos métodos contraceptivos
Quando: Quarta feira, 05 de agosto de 2020
Horário: 15h às 16h30

Compartilhar