Vigilância Sanitária de Alagoas fiscalizará comércio de água mineral - CONASEMS
voltar

Gestão | 05/01/2011

Vigilância Sanitária de Alagoas fiscalizará comércio de água mineral

AGUA_MINERAL
AGUA_MINERALA Vigilância Sanitária (Visa) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) intensificará a fiscalização das empresas envasadoras de água mineral de Alagoas. O objetivo é acompanhar o cumprimento da norma que estabelece obrigatoriedade à apresentação de um selo de qualidade nos garrafões de 10 e 20 litros. A norma está em vigor há um ano e também limita o prazo de validade dos garrafões em três anos. A colocação do selo é de responsabilidade da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz).

O diretor da Visa, Paulo Bezerra, afirmou que as fiscalizações serão intensificadas e tornar-se-ão rotineiras. “Estaremos em todas as empresas envasadoras de água mineral do Estado e também nas envasadoras de água adicionada de sais minerais”, assegurou.

Paulo Bezerra aproveitou para chamar a atenção dos consumidores que ao comprarem água mineral em copos ou garrafas devem colocá-las contra a luz para verificar se existe alguma sujeirinha. “Um outro cuidado é em relação à forma como os garrafões são expostos nos mercadinhos. Nunca devem estar em local exposto à luz solar. Os raios solares podem provocar o crescimento de alga dentro da água e fazê-la apresentar um aspecto esverdeado”, orientou.

O diretor da Visa, Paulo Bezerra, fez ainda um outro alerta: o da higienização do garrafão. “Ao receber o garrafão em casa ou em qualquer outro lugar, o consumidor deve ter o cuidado de lavar o gargalo do garrafão. Essa é justamente a parte que ficará em contato com o gelágua e poderá contaminar a água. Ao ingerir água com algum tipo de sujeira, a pessoa pode apresentar infecções de causa hídrica, diarréias ou intoxicações”, alertou.

Ainda segundo a Visa, o consumidor deve prestar atenção ao rótulo colado ao garrafão para ter certeza de que está levando água mineral ou água adicionada de sais. A água mineral é mais cara e a água acrescida de sais é mais barata. A diferença está na qualidade das águas. A mineral é mais pura. Ambas são potáveis. No entanto, uma delas é acrescida de um ou dois sais.

Maria Tânia Bezerra, da Diretoria de Alimentos da Visa, disse que existem em Alagoas 12 empresas envasadoras de água mineral e outras duas que envasam água adicionada de sais. Do total, nove estão localizadas na capital. “Na última inspeção, realizada junto ao Ministério das Minas e Energia, no ano passado, três empresas foram notificadas. No entanto, com a fiscalização rotineira todas se adequaram à norma”, recordou Tânia Bezerra.

A fiscalização da Visa faz a vistoria em todos os setores das empresas envasadoras de água mineral. Desde o reservatório, ao setor de envase e também da higienização dos garrafões.

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde de Alagoas 

Compartilhar