Vigilância epidemiológica de Salvador realiza busca de casos suspeitos de meningite - CONASEMS
voltar

Gestão | 11/01/2011

Vigilância epidemiológica de Salvador realiza busca de casos suspeitos de meningite

imagem meramente ilustrativa
imagem meramente ilustrativaApós a confirmação da morte por meningite meningocócica de uma moradora da Polêmica, em Brotas, a Secretaria Municipal da Saúde iniciou imediatamente às ações para conter o avanço da doença na localidade, cumprindo as determinações preconizadas pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde. Equipes da Vigilância Epidemiológica visitaram no último domingo (09) a casa da vítima em busca de pessoas que tiveram contato com a jovem, sendo que 29, entre familiares e amigos, receberam tratamento a base de antibióticos,  chamado de quimioprofilaxia. Quem não teve contato direto e contínuo com a vítima não precisou ser medicado. Além disso, as equipes de saúde programam a realização de ações educativas junto à população do bairro, através de palestras e distribuição de material informativo, visando esclarecer sintomas da doença e orientar a busca precoce por atendimento médico para quem apresentar sintomas da doença.

Meningite

A meningite é uma inflamação das membranas que recobrem e protegem o sistema nervoso central – as meninges. “A pessoa que estiver com febre, dor de cabeça, principalmente na nuca e vomitando, deve
procurar o médico. Os sintomas são parecidos com os da dengue e viroses, e por isso a consulta médica é de fundamental importância”, explica Cristiane Cardoso, subcoordenadora da Vigilância Epidemiológica do município. Manchas na pele são sinais avançados da doença. Como crianças de até 6 anos de idade ainda não têm seu sistema imunológico consolidado, são as mais vulneráveis. Uma pessoa portadora do vírus ou da bactéria transmite a doença para outra saudável pelo ar, em ambientes fechados, ou através de contato da saliva. “Muitas pessoas não sabem, mas ao compartilhar copos, talheres e até mesmo o cigarro, a pessoa pode estar se contaminando, caso alguém esteja infectado”, completa Cardoso.

Em Salvador, a vacinação contra meningite é feita gratuitamente em 115 Unidades de Saúde para crianças menores de dois anos, das 8 às 17h, de segunda a sexta-feira.


Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Salvador 

Compartilhar