voltar

Atenção à saúde | 10/05/2019

Saúde da mulher – Experiências municipais aprimoraram o cuidado com mães e filhos

Saúde da mulher é um assunto que vai além da promoção, prevenção e do cuidado do público feminino, ele é também intimamente ligado ao bem-estar social como um todo. Experiências vencedoras nas últimas edições da Mostra Brasil, aqui tem SUS são exemplos de que o cuidado materno-infantil deve ser encarado como uma política pública que traz retorno imediato na qualidade de vida da comunidade.

Em Araçoiaba, município pernambucano de 18 mil habitantes, as oficinas de shantala e ofurô oferecidas pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) transformaram a realidade de saúde naquela região. “O principal benefício do banho e da massagem é o vínculo mãe-bebê. Essa interação fortalece os laços entre os dois e no caso específico do banho, ele remonta à vida uterina e, consequentemente, traz mais tranquilidade para a criança”, explica a psicóloga Patrícia Moura.

Leidiane Barbosa faz as técnicas na filha e sentiu melhora na rotina de cuidados da bebê. “A gente como mãe o que mais quer é que nossos filhos cresçam saudáveis. Minha filha é uma criança tranquila, mas a shantala e o ofurô deixaram ela ainda mais calma”, comenta a mãe e usuária do SUS.

Em se tratando de cuidados ainda na primeira infância, o Rio Grande do Sul tem um programa estadual conhecido como Primeira Infância Melhor  desde 2003. No município de São Lourenço do Sul, ele atende tanto a população urbana quanto a rural e leva assistência, promoção e prevenção às crianças da região. Através da visita dos Agentes Comunitários de Saúde, pais e mães são ensinados a como estimular os cinco sentidos, a  desenvolver a coordenação motora, a despertar a curiosidade da criança e, assim, garantir uma infância mais saudável para os pequenos.

Além do incentivo ao desenvolvimento da criança, as famílias são acompanhadas pelas equipes de saúde a manterem o cartão de vacina infantil atualizado e a comparecer às atividades desenvolvidas nas Unidades Básicas de Saúde.

Para incentivar o aleitamento materno, a Secretaria Municipal de Saúde de Cunha Porã -SC oferece ensaios fotográficos para as mulheres que participam das rodas de conversa sobre gestação e fazem acompanhamento periódicos nas unidades de saúde. As fotografias, que podem ser tanto das grávidas quanto dos bebês recém nascidos, contam com produção oferecida por voluntárias – salão de beleza, roupas confeccionadas especialmente para os ensaios e diversos acessórios.

Segundo a autora do projeto, Francini Werka, “nós temos um indicador muito importante: 89,4% das gestantes do município estão amamentando no peito. Em comparação, no Brasil esse índice não chega a 40%. Então é muito relevante ver a forma como o projeto impactou na vida dessas mulheres e de seus filhos.”