Rio de Janeiro ganha cinco novos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador - CONASEMS
voltar

Gestão | 07/01/2011

Rio de Janeiro ganha cinco novos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador

saudedotrabalhador
saudedotrabalhadorO Estado do Rio de Janeiro ganhou mais cinco Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (CERESTs). Com as novas unidades o Estado passa a estar totalmente coberto pelos centros, totalizando 15 postos. Os centros ajudam a implementar nos municípios ações de promoção à saúde do trabalhador, prevenção e diagnóstico de doenças do trabalho, como Lesões por Esforço Repetitivo (LER) e demais doenças adquiridas durante o expediente, a notificar acidentes ocorridos em serviço, e o tratamento e a reabilitação dos trabalhadores. São vinculados à Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (RENAST) e têm o objetivo de inserir a saúde do trabalhador no Sistema Único de Saúde (SUS).

“As novas unidades serão de administração municipal, assim como outros nove centros já existentes. Apenas um CEREST é administrado pelo Estado e esta unidade coordena as demais do Rio de Janeiro, reunindo os representantes dos centros municipais, apoiando e acompanhando os técnicos”, explica a diretora da Divisão de Saúde do Trabalhador da Sesdec, Lise Barros Ferreira.

Os novos CERESTs, habilitados no dia 30 de dezembro pelo Ministério da Saúde, estão localizados na Região Noroeste, em Itaperuna; na Metropolitana II, em Maricá; na Serrana I, em Nova Friburgo; na Serrana II, em Petrópolis; e na Centro Sul, em Três Rios. Além desses municípios, a rede está presente no Rio de Janeiro, com duas unidades; na Região Metropolitana II, em Niterói; na Metropolitana I, em Nova Iguaçu e Duque de Caxias; na Região das Baixadas Litorâneas, em Cabo Frio; na Norte, em Campos dos Goytacazes; na Baía da Ilha Grande, em Angra dos Reis; e na Médio Paraíba, em Volta Redonda.


Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde do Rio de Janeiro 

Compartilhar