Programa da Secretaria de Saúde de BH assegura atendimento dentário às crianças - CONASEMS
voltar

Gestão | 15/02/2011

Programa da Secretaria de Saúde de BH assegura atendimento dentário às crianças

Ilustrativo - Foto: Genivaldo-Carvalho-4
Ilustrativo - Foto: Genivaldo-Carvalho-4A Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Associação Municipal de Assistência Social (AMAS), desenvolve o programa “Sorriso de Criança”, que realiza anualmente o levantamento de necessidades em saúde bucal de aproximadamente 28 mil crianças de zero a seis anos das creches conveniadas com a Prefeitura de Belo Horizonte.

Esse levantamento orienta as atividades da equipe da unidade móvel odontológica e origina lista nominal das crianças com necessidades em saúde bucal por creche e por área de abrangência para repasse aos centros de saúde.

Uma das ações mais significativas do programa foi a redução do evento sentinela em saúde bucal. O evento sentinela foi definido pela ocorrência de criança de zero a seis anos com nove ou mais dentes necessitando de tratamento. Em 2005, foram examinadas 11.193 crianças, sendo que 317 tinham evento sentinela. Em 2010, das 27.939 crianças examinadas apenas 203 tinham o problema, um percentual de apenas 0,7%.

O levantamento é feito pelas creches, que encaminham uma lista aos centros de saúde para que a equipe de saúde da família identifique essas crianças e cuide dessa situação. Essas crianças, geralmente são crianças que sofrem algum tipo de abuso ou violência, e a carga emocional e psicológica sobre ela se manifesta na arcada dentária.

A referência técnica da Saúde Bucal da SMSA, Eliana Maria de Oliveira Sá, destaca a importância desse tratamento. “A criança recebe tratamento especial; o trabalho é feito em parceria, com todos os profissionais da saúde da família; dentistas, enfermeiros, médicos, psicólogos, agente comunitários de saúde, e assistentes sociais”, afirmou Eliana. Há casos em que o conselho tutelar tem que ser acionado.

Além da assistência clinica articulada com o centro de saúde de referência para a família da criança, a rotina do programa objetiva principalmente introduzir as ações cotidianas de cuidado e higiene em saúde bucal em creches, em parceria com as Secretarias Municipais de Educação e de Abastecimento.

Com isso, cuidadores e educadores dessas instituições estão sendo capacitados, com fornecimento dos insumos necessários. Houve também a implantação da escovação diária na rotina das creches e nas Unidades Municipais de Educação Infantil (UMEI).

Considerando os dados do levantamento de necessidades em saúde bucal realizado no inicio do ano (27.939 crianças avaliadas), atualmente 59% dessas crianças estão fazendo escovação diária (no mínimo uma vez ao dia) sob supervisão direta do educador em 154 creches e UMEIs. Cerca de 16.500 crianças estão sendo beneficiadas nas instituições em todas as regionais de Belo Horizonte. Existem também os consultórios móveis que são dentistas do Programa Saúde da Família, que levam o atendimento até às creches.

Em 2010, a saúde bucal desenvolveu também cursos de especialização para 80 cirurgiões dentistas da rede básica; desenvolveu oficinas de qualificação da Atenção Primaria e adquiriu equipamentos e instrumentos odontológicos. A SMSA também implantou, no ano passado, o fornecimento de próteses dentárias para os usuários do SUS/BH.

Atualmente, 60 equipes distribuídas em 51 Centros de Saúde da capital estão envolvidas nesta ação. Até agora já foram confeccionadas 802 próteses, que são confeccionadas em um laboratório credenciado. A prioridade do atendimento é para os pacientes que necessitam de prótese total (dentadura) ou que não têm os dentes da frente (prótese parcial).


Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde de Belo Horizonte  

Compartilhar