Pindamonhangaba intensifica campanha para prevenção da HPV no carnaval 2011 - CONASEMS
voltar

Gestão | 15/02/2011

Pindamonhangaba intensifica campanha para prevenção da HPV no carnaval 2011

2011211141414preservativo
2011211141414preservativoA Prefeitura de Pindamonhangaba por meio do Governo Federal intensifica a campanha pra prevenção e cuidados com HPV durante a comemoração do carnaval. Nesta época do ano o índice de casos é alarmante, alguns cuidados devem ser tomados para que a diversão não acarrete futuros problemas de saúde. O uso de preservativos é importante não só para evitar a gravidez, mas também para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, como o HPV.

O Vírus do Papiloma Humano (HPV), é um vírus que infecta os queratinócitos da pele ou mucosas, e possui mais de 200 variações diferentes. De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), o vírus é altamente infeccioso e um dos principais precursores de câncer de colo do útero – segunda causa de morte mais freqüente de câncer entre as mulheres no Brasil. As mulheres são as mais afetadas pela doença, estima-se que 25 a 50% da população feminina mundial esteja infectada, e que 75% das mulheres contrairam a infecção durante algum período das suas vidas. A maioria das situações não apresenta sintomas clínicos, mas algumas desenvolverão alterações que podem evoluir para cancro. O exame de rastreio para diagnóstico destas alterações é a citologia cervical ou o papanicolau. A infecção também pode ocorrer no homem, embora as manifestações clínicas sejam menos freqüentes do que na mulher.

Ainda, segundo a instituição, aproximadamente 80% da população feminina mundial será infectada pelo menos uma vez na vida pelo HPV.

O HPV é transmitido por contato direto com a pele infectada, sendo que os HPV genitais são transmitidos nas relações sexuais e são também os tipos mais comuns da doença, por isso a necessidade do uso de preservativos.

Na busca da prevenção é importante além do uso de preservativos ficar atento aos seguintes sintomas: coceira, corrimento, sangramento anormal (no caso das mulheres principalmente fora da menstruação) e dor durante a relação sexual. Caso haja algum desses sintomas, procure seu um médico.

Fumar, beber em excesso ou usar drogas afeta o sistema de defesa do organismo, fazendo com que o HPV atinja o organismo com mais facilidade.


Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Pindamonhangaba 

Compartilhar