Parcerias entre SES/GO e UFG vão ser ampliadas - CONASEMS
voltar

Gestão | 18/01/2011

Parcerias entre SES/GO e UFG vão ser ampliadas

UFG-logo-E2BAF22241-seeklogo
UFG-logo-E2BAF22241-seeklogoAmpliar a parceria entre a Secretaria da Saúde do Estado de Goiás (SES-GO) e a Universidade Federal de Goiás (UFG). Com esse intuito, uma Comissão da reitoria e diretoria da UFG, liderada pelo reitor Edward Madureira Brasil, esteve na manhã desta terça-feira, dia 18, com o secretário Antônio Faleiros Filho. Ações de prevenção em dengue, drogas e saúde mental foram discutidas durante o encontro.

“Também estamos conversando sobre a ampliação de 12 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital das Clínicas (HC), a criação de estágios nas Unidades de Saúde Estaduais e uma parceria para a estruturação de programas de saúde mental, além disso queremos contar com a colaboração efetiva de profissionais no Instituto de Radioacidentados”, pontua o secretário da Saúde.

Segundo a pró-reitora de graduação da UFG, Sandramara Matias Chaves atualmente a Universidade é parceria da SES-GO, com programas de extensão, estágios. “Queremos estreitar ainda mais essa relação, promovendo ações, projetos, explorando o grande potencial de nossos professores e profissionais de saúde em favor da comunidade”, ressalta.

Programas preventivos relacionadas à dengue, drogas, estão previstas inclusive para o interior do Estado. De acordo com Sandramara, as atividades poderão ser desenvolvidas pelas ligas acadêmicas. “Nas ligas acadêmicas, estudantes e docentes se organizam para promover ações preventivas e de orientação, em dengue, diabetes, hipertensão, câncer de mama, por exemplo. Já atuamos em Piracanjuba e pretendemos levar a outros municípios goianos”, explica.

Ações na área de saúde mental também serão priorizadas, segundo o diretor da Faculdade de Medicina da UFG, Vardeli Alves de Moraes. “O Ministério da Saúde lançou recentemente o Programa de Ensino e Trabalho (PET) Saúde Mental, que vai trabalhar especialmente prevenção às drogas. Nossos professores, profissionais de saúde vão atuar com crianças e jovens nas escolas a partir de fevereiro”, destaca, ao acrescentar que outra proposta é ampliar o ensino à distância, como a realização de cursos por meio de teleconferências.


Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde de Goiás 

Compartilhar