SIPNI Campanha COVID: Integração de Sistemas Próprios com a RNDS - CONASEMS

Orientações técnicas

SIPNI Campanha COVID: Integração de Sistemas Próprios com a RNDS


Saúde apresenta orientações técnicas para apoiar integração dos sistemas e das soluções à  RNDS, que armazenará os dados da Campanha de Vacinação contra a COVID-19

As informações irão direcionar estados, munícipios, Distrito Federal, estabelecimento de saúde e empresas privadas na integração de sistemas próprios junto à Rede Nacional de Dados em Saúde e ao SIPNI

O Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Informática do SUS (DATASUS), está promovendo a integração dos registros de imunização em campanhas através da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS). Inicialmente, a RNDS permitirá a disseminação dos dados e transparência durante a Campanha de Vacinação contra a COVID-19 em todo o país, tornando disponível o acompanhamento da população imunizada, a correta aplicação dos imunizantes e o registro de evento adverso após o recebimento da vacina.

“A RNDS é uma plataforma nacional de interoperabilidade de dados em saúde, instituída pela portaria GM/MS nº 1.434, de 28 de maio de 2020, que faz parte do Conecte SUS, um programa do Governo Federal que tem como principal missão materializar a Estratégia de Saúde Digital para o Brasil. Fornecendo aos profissionais de saúde acesso à história clínica do paciente, permitindo a transição e a continuidade do cuidado, além de possibilitar aos indivíduos acesso aos seus dados de saúde. ”

Integração de Sistemas/Soluções locais

O DATASUS disponibilizou no Portal de Serviços do Ministério da Saúde, na opção SI-PNI, toda a orientação necessária para que estados, munícipios, Distrito Federal, estabelecimento de saúde e empresas privadas possam se conectar à RNDS e enviar de modo seguro os dados da Vacinação contra a Covid-19. O departamento também mantém público o Guia de Integração à RNDS, no link https://rnds-guia.saude.gov.br/, e disponibilizou equipe de suporte por meio do e-mail (rnds@saude.gov.br), facilitando, assim, a integração de todo o Brasil com a rede.

Para efetuar o cadastro da solicitação de acesso é necessário fazer o upload de um certificado do tipo e-CNPJ ou e-CPF ICP-Brasil. O certificado ficará associado ao estabelecimento de saúde (ou lista de estabelecimentos de saúde) informado na solicitação de acesso.

A integração permitirá que os dados da campanha de vacinação sejam disseminados de forma segura e possibilitará a visualização do cidadão às doses recebidas em sua Caderneta Nacional Digital de Vacinação, disponível no app Conecte SUS Cidadão, garantindo ainda a emissão do Certificado Nacional de Vacinação no app.

Via DATASUS

Compartilhar