voltar

Coronavírus | 28/02/2020

Ministério da Saúde desmente Fake News sobre coronavírus

O Ministério da Saúde publicou com o “selo Fake News” diversos boatos que começaram a circular na internet sobre o novo coronavírus. “Novo coronavírus causa pneumonia de imediato”, “Coronavírus veio do inseticida”, “Chá de erva doce e coronavírus”, “Medicamentos eficazes contra o novo coronavírus”, entre outras notícias falsas já foram desmentidas e publicadas no portal do Ministério, veja aqui:

https://www.saude.gov.br/fakenews

Para combater as Fake News sobre saúde, o Ministério da Saúde está disponibilizando um número de WhatsApp para envio de mensagens da população. Vale destacar que o canal não é um SAC ou tira dúvidas dos usuários, mas um espaço exclusivo para receber informações virais, que serão apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente se são verdade ou mentira.

Qualquer cidadão pode enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de continuar compartilhando. O número é (61)99289-4640

Leia o regulamento do canal “Saúde sem Fake News”

Por que as fake news viralizam?

Durante um seminário da Fiocruz sobre o tema, realizado em 2019, o pesquisador Cláudio Maierovitch, destacou alguns pontos que podem gerar a disseminação das fake news. “O sensacionalismo com o tom alarmante e de ‘denúncia’ como essas notícias são divulgadas pode ser um dos porquês da grande disseminação. Além disso, podemos considerar um conceito ligado à psicologia chamado ‘viés da confirmação’, onde a pessoa busca por argumentos para confirmar algo e nega argumentos contrários, mesmo sem embasamento, isso ganha ainda mais força na internet pelo fato da informação chegar personalizada para cada um, a partir do conteúdo mais acessado e dados pessoais divulgados”.

Confira tudo sobre o novo coronavírus no portal oficial do MS

Saiba mais sobre Fake News: