voltar

Gestão | 20/11/2018

Mais Médicos: Nota de esclarecimento e orientação aos secretários

Como já é de conhecimento de todos, o Governo de Cuba, na data de 14 de novembro de 2018, em uma Declaração do Ministério de Saúde Pública de Cuba, anunciou a decisão de interromper sua participação no Programa Mais Médicos, que se dava por meio de Termo de Cooperação Técnica com a Organização Pan-Americana de Saúde – OPAS.

Sendo esta uma decisão irrevogável do Governo de Cuba, cabe a nós, Secretários/as Municipais de Saúde, oferecer todo o apoio necessário para que este profissional, que esteve conosco em nosso município cuidando de nossa população, retorne ao seu país com dignidade, tranquilidade e segurança.

Esses profissionais estavam em missão no Brasil e é sempre oportuno destacar a importância e a diferença que fizeram na melhoria da organização, do acesso e da qualificação da Atenção Básica nos municípios brasileiros nesses cinco anos do Programa. Além de nosso reconhecimento e agradecimento, devemos a eles nesse momento, todo nosso apoio e compreensão.

O profissional cubano, a partir da cessação do vínculo do Governo de Cuba com o Programa Mais Médicos, e o anúncio da data de seu retorno a Cuba, perde as prerrogativas que legalizavam sua permanência e trabalho no Brasil, seu visto de trabalho e sua autorização para o trabalho no PMM – o RMS – expiram automaticamente, tornando sua permanência e seu trabalho ilegais. É importante que saibam disso.

Os médicos Cubanos interrompem as suas atividades a partir desta terça-feira (20) para que possam se organizar para a sua saída do Brasil. Mais uma vez, o Conasems pede aos Secretários Municipais de Saúde para tomarem as providências necessárias para que esta saída seja feita de forma respeitosa e carinhosa, e dentro de suas possibilidades, disponibilizem o devido deslocamento para embarque.

Confira o comunicado do presidente do Conasems, Mauro Junqueira:

Confira a nota