HubCovid lança curso para ACS e discute em live sobre a importância da comunicação nas ações de vacinação - CONASEMS
voltar

Gestão | 16/08/2021

HubCovid lança curso para ACS e discute em live sobre a importância da comunicação nas ações de vacinação

No dia 6 de agosto, o Conasems foi o anfitrião da live “Comunicação e Processo de Trabalho nas Ações de Imunização”, realizada pelo HubCovid. A transmissão ao vivo marcou o lançamento oficial do curso técnico de capacitação de agentes de saúde e de endemias para enfretamento da COVID-19 no Brasil.

O curso é uma das ações do HubCovid, projeto que faz frente à crescente onda de fake news e informações sem embasamento científico que circulam durante a pandemia. O HubCovid é fruto de uma parceria entre o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), Instituto de Pesquisa e Apoio ao Desenvolvimento Social (IPADS) e a Johnson & Johnson.

A atuação dos agentes de saúde e de endemias é fundamental para o controle da disseminação da COVID-19 e outras doenças infeciosas no Brasil. São profissionais que estão no dia a dia das famílias, acompanhando o contexto de cada comunidade. A inserção deles no plano de Imunização tem o potencial de contribuir, de fato, com a maior adesão à vacinação no país, desmistificando temas sobre imunização e reduzindo a hesitação vacinal. A estimativa é que o país possua 370 mil agentes de saúde e endemias.

A Live teve as mensagens de abertura de Regiane Soccol, gerente sênior da área de impacto à comunidade da Johnson & Johnson na América Latina, Cristiane Pantaleão, vice-presidente do Conasems e de Maria José Evangelista, assessora técnica do Conass. Cristiane destacou a contribuição dos agentes comunitários na prevenção de doenças. “Quando a Atenção Primária está organizada, conseguimos resolver os problemas da comunidade. O curso tem justamente a proposta de estimular a formação desses profissionais, fundamentais para a prevenção no cuidado primário e, com isso, são capazes de reduzir a necessidade de a pessoa precisar da atenção secundária”, destaca Cristiane.

Roda de conversa

O destaque da Live ficou por conta da roda de conversa sobre Comunicação e Processo de Tratamento nas Ações de Imunização, com mediação de Thiago Trapé. As convidadas foram a enfermeira Lívia Keismanas e a médica e a doutora em Ciências Médicas Danielle Bivanco.

Lívia Keismanas é enfermeira, diretora do Curso de Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, doutora pela Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo e com atuação em Estratégia de Saúde da Família no Programa Qualidade Integral à Saúde (QUALIS-região Leste-município de São Paulo). Com experiência em educação no ensino superior da área da saúde e enfermagem em saúde coletiva.

Em sua apresentação, Lívia desejou que “consigamos no enfrentamento da COVID-19 e de outras situações endêmicas e epidêmicas, incorporar e trazer responsabilidade para nós (agentes de saúde), de modo que, a partir desse reconhecimento, identifiquemos as necessidades de saúde da população e, assim, implantemos atividades que consigam engajamento”, deseja.

Danielle Bivanco, médica, doutora em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP, Professora assistente do Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de SP e Professora da Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de SP, falou sobre o compromisso de não fomentar a desinformação.

“É fundamental checar antes toda a informação que recebemos para, desta forma, não sermos também difusores de informação. Apurar a veracidade antes de dizer ao usuário”, ressalta. O curso, afirma Danielle, fornecerá aos alunos as principais fontes de checagem de notícia.

Como recado final, Danielle ressalta que é fundamental ao agente comunitário saber ouvir, antes de tudo. Ter empatia e orientar o usuário somente após a escuta inicial e o acolhimento, variando as estratégias a partir do perfil de cada pessoa.

Sobre o curso – Durante o curso, o aluno tem acesso a vídeo aulas, textos e atividades que auxiliarão no reconhecimento da sua atividade profissional e na valorização do seu trabalho para as ações de prevenção de doenças e agravos, bem como na promoção da saúde da população. Ao final do curso, espera-se que o aluno consiga conhecer a importância das diferentes atuações do ACS e do ACE no território, reconhecer a importância do seu papel no Trabalho em Equipe; reconhecer o papel do ACS e ACE em ações de Vigilância em Saúde e reconhecer-se como agente de comunicação.

O curso está disponível em https://hubcovid.org.br/curso/importancia-do-acs-e-ace-no-territorio/.

Conheça mais sobre o HubCovid em: http://hubcovid.org.br/

Compartilhar