Cosems e Sesap levam debates sobre Novo Modelo de Financiamento da APS às regiões de saúde do RN - CONASEMS
voltar

COSEMS - RN | 04/03/2020

Cosems e Sesap levam debates sobre Novo Modelo de Financiamento da APS às regiões de saúde do RN

O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Norte (Cosems-RN) em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) iniciou nesta segunda-feira (2), na UNI-RN, os Acolhimentos Regionais, conforme pactuado durante a 233ª reunião ordinária do Colegiado, realizada no último dia 19 de fevereiro.

Neste ano os Acolhimentos, também considerados Seminários Regionais, estão sendo realizados com o intuito de capacitar os gestores em torno do Novo Modelo de Financiamento da Atenção Primária à Saúde (APS). O público-alvo dos encontros são secretários, coordenadores da APS e coordenadores de vigilância dos municípios potiguares. Membros do Conselho Estadual de Saúde (CES) também participam das capacitações.

Representantes de Natal, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Macaíba e Extremoz, municípios integrantes da região Metropolitana (7ª região de saúde), foram os primeiros que receberam capacitação sobre o Novo Modelo de Financiamento da APS. Neste primeiro encontro os trabalhos foram conduzidos pelo responsável técnico do Núcleo Estadual da Estratégia de Saúde da Família da Sesap, Hugo Mota e pela apoiadora do Cosems, Rosário Bezerra.

 

Posicionamentos

Para a representante do Conselho Estadual de Saúde (CES), Carla Falcão, é importante que os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) tenham acesso a informação correta sobre os serviços que são de fato ofertados à população, principalmente após a reformulação do financiamento da Atenção Primária à Saúde.

De acordo com a presidente do Cosems-RN, Maria Eliza Garcia, os gestores não podem mais criticar o novo modelo de financiamento da APS pois ele já está posto. “Ele [o novo modelo de financiamento] foi trabalhado há mais de um ano, foram feitos estudos, tudo foi debatido e pactuado na CIT [Comissão Intergestores Tripartite]”, destacou, frisando que esta nova política – baseada em indicadores – está posta e que os gestores têm que trabalhar na perspectiva de planejamento, de reflexão e de não perder recursos.

Em sua fala a coordenadora de promoção à saúde da Sesap, Neuman Oliveira, destacou o grande desafio em que passa a saúde pública brasileira. “A nova proposta de financiamento tem um ponto para reflexão, além da questão dos recursos precisamos trabalhar também a redução de danos”, disse, mostrando também que uma grande integração entre atenção primária e vigilância faz com que a população precise cada vez menos da média e alta complexidade.

 

Agenda

O segundo encontro foi realizado nesta terça-feira (3) com representantes dos 27 municípios da primeira região de saúde (Agreste/Litoral Sul), em São José de Mipibu. Amanhã (quarta-feira, 4) a cidade de João Câmara sediará o encontro com representantes de municípios da terceira região de saúde (Mato Grande/Salineira). Na quinta-feira, em Santa Cruz, será a vez dos municípios do Trairi e Potengi (quinta região de saúde) enviarem suas representações ao Seminário.

A região Oeste (segunda região de saúde) e Vale do Açu (oitava região de saúde) terão seus encontros realizados no próximo dia 10 de março, em Mossoró. Por fim, o último encontro será realizado com representantes de municípios da região do Alto Oeste (sexta região de saúde), em Pau dos Ferros, em 11 de março.  Membros da Sesap e técnicos do Cosems são os condutores dos encontros.

 

Informações via Cosems/RN 

Compartilhar