voltar

COSEMS - PR | 23/01/2020

Ação conjunta do Cosems/PR e Sesa tem dengue como alvo

O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (Cosems-PR) passa a participar de maneira mais ativa das ações de combate à dengue no Paraná. Essa será a primeira ação conjunta depois de firmada oficialmente a parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), na semana passada.

Em reunião na manhã desta quarta-feira (22), em Curitiba, entre a equipe de apoio do conselho e a coordenação de vigilância ambiental da secretaria, foram apresentadas a situação atual da doença no Estado e as ações propostas pelo governo, algumas especializadas e outras envolvendo a população.

O Cosems, que já integrava o Comitê Intersetorial da Dengue no Paraná, usará sua capilaridade para ampliar a divulgação das medidas de prevenção, reforçando o suporte técnico aos municípios. “A parceria entre Cosems e Sesa vai assegurar maior resolutividade das ações e garantir que as informações cheguem aonde devem. Depois do encontro de hoje, os apoiadores poderão repassar aos gestores, de maneira eficiente, as orientações”, enfatizou o presidente da entidade, Carlos Andrade.

“O esforço dos gestores, das equipes municipais e da regional da Sesa é notório, o trabalho é contínuo e incansável na realização de ações em conjunto no combate à dengue”, ressalta Márcia Ricardo Benedet, apoiadora do Cosems-PR para a 11.ª Região de Saúde. Localizada no Noroeste do Paraná, a região apoiada por Márcia está em alerta devido à concentração de municípios em situação de epidemia e ao registro de óbitos causados pela doença.

Divulgado na última terça-feira, o boletim semanal da Sesa mostrou 7.618 casos confirmados de dengue no Paraná desde agosto de 2019 – crescimento de 4.846% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O secretário estadual Beto Preto, que já foi prefeito, reconhece a importância da participação da entidade representativa das secretarias municipais no combate ao mosquito transmissor da dengue. “Precisamos que o Cosems leve as orientações para todas as cidades; o momento é de unirmos forças para que possamos vencer esta guerra”, afirma ele.