Controle do Aedes aegypti: prevenir é a melhor solução - CONASEMS
voltar

Notícias | 16/06/2021

Controle do Aedes aegypti: prevenir é a melhor solução

Desde fevereiro de 2020, o mundo corre contra o tempo para vencer a batalha contra a Covid-19. Entretanto, doenças como a dengue, zika e chikungunya continuam sendo uma grande preocupação nacional e não podem ser subestimadas. O Aedes aegypti está constantemente se adaptando à nova realidade do espaço urbano e é essencial que ocorra a participação da população na eliminação de possíveis criadouros. 

De acordo com o último Boletim Epidemiológico nº 52 divulgado pela Secretaria de Vigilância em Saúde, em junho de 2021, o Brasil teve 348.508 novos casos prováveis de dengue, 36.242 casos prováveis de chikungunya e 2.006 casos prováveis de infecção pelo vírus zika desde janeiro de 2021. O boletim aponta que o Centro-Oeste apresentou a maior incidência de dengue, seguido pelo Sul e Sudeste. No Norte, o Acre concentrou 56,5% dos casos na região.

 

Cuidados preventivos 

Os números alertam sobre a necessidade da prevenção para evitar a reprodução do  Aedes aegypti, que já demonstrou a sua capacidade de reprodução nos mais variados ambientes. O Ministério da Saúde alerta a população para que sejam realizadas frequentes varreduras em casa, para eliminar recipientes com água parada. Em menos de 15 minutos é possível realizar toda a higiene e limpeza necessárias para evitar a proliferação do mosquito. 

É importante lembrar de tapar os tonéis e caixas d’água, manter calhas sempre limpas, deixar garrafas e recipientes com a boca para baixo, limpar semanalmente ou preencher pratos de vasos de plantas com areia, manter lixeiras bem tampadas e ralos limpos e com aplicação de tela, além de manter lonas para materiais de construção e piscinas sempre esticadas para não acumular água. 

Além disso, quando o foco do mosquito Aedes Aegypti é detectado e não pode ser eliminado pelos moradores ou pela população, como em terrenos baldios ou lixos acumulados na rua, a Secretaria Municipal de Saúde deve ser acionada para remover os possíveis focos/criadouros.

Saiba mais sobre o Combate ao Aedes Aegypti: prevenção e controle da Dengue, Chikungunya e Zika

 

Aedes na Mira

Entre os anos de 2018 e 2021, o Projeto Aedes na Mira ofereceu suporte por meio de ferramentas de capacitação aos gestores e profissionais de saúde para o enfrentamento das doenças ocasionadas pelo Aedes. Ao fim do projeto, foi lançado um Catálogo da mostra de projetos de intervenção , escritos pelos alunos das iniciativas educacionais, ao longo de sua estratégia de aprendizagem, onde estão reunidas experiências de todo o país. O material utilizado durante o curso permanece à disposição de todos para atualização e suporte às ações de controle do vetor.

Compartilhar