Confira o prazo para envio dos dados da Atenção Básica a cada mês - CONASEMS
voltar

Atenção Básica | 03/09/2021

Confira o prazo para envio dos dados da Atenção Básica a cada mês

Gestores, atenção aos prazos para envio de dados de produção, ou do trabalho realizado pelas as equipes de APS, qualifica a gestão da informação em saúde e o processo de trabalho das equipes.  O envio dos dados deve ser realizado mensalmente, observando as datas-limite para cada mês, ou seja, até o décimo dia útil do mês subsequente à competência de produção. Se a data final de envio dos dados ao Sisab corresponder a finais de semana ou feriados nacionais, será considerada como data-limite o primeiro dia útil seguinte.

Municípios que utilizam sistemas próprios ou de terceiros devem respeitar os mesmos prazos para envio do arquivo gerado ao Ministério da Saúde. Confira detalhes a respeito da integração no portal da SAPS/MS: https://sisaps.saude.gov.br/esus/

A tabela abaixo traz uma amostra das datas de emissão das informações: O envio é mensal, com a data máxima do 10 ° dia útil do mês. Desse modo, vale a pena ressaltar que se a data cair em um final de semana ou feriado, se considera o primeiro dia útil subsequente.

Atenção: Sempre devem ser monitorados os dados enviados e seu referido processamento no portal do SISABhttps://sisab.saude.gov.br/

Sobre o SISAB

O Sistema de Informação em Saúde para a Atenção Básica (SISAB) foi instituído pela Portaria GM/MS nº 1.412, de 10 de julho de 2013, passando a ser o sistema de informação da Atenção Básica vigente para fins de financiamento e de adesão aos programas e estratégias da Política Nacional de Atenção Básica, substituindo o Sistema de Informação da Atenção Básica (SIAB).

O SISAB integra a estratégia do Departamento de Saúde da Família (DESF/SAPS/MS) denominada e-SUS Atenção Primária (e-SUS APS), que propõe o incremento da gestão da informação, a automação dos processos, a melhoria das condições de infraestrutura e a melhoria dos processos de trabalho.

Além do SISAB, temos os sistemas e-SUS APS para captar os dados, que é composto por dois sistemas de software que instrumentalizam a coleta dos dados que serão inseridos no SISAB. São eles: Coleta de Dados Simplificado (CDS); Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC); Aplicativos (App) para dispositivos móveis, como o e-SUS Território e Atividade Coletiva

Nesse sentido, os sistemas e-SUS APS foram desenvolvidos para atender os processos de trabalho da Atenção Primária para a gestão do cuidado em saúde, podendo ser utilizado por profissionais de todas as equipes e unidades da APS, Atenção Domiciliar (AD), além dos profissionais que realizam ações no âmbito de programas como o Saúde na Escola (PSE) e a Academia da Saúde. Com o SISAB, será possível obter informações da situação sanitária e de saúde da população do território por meio de relatórios de saúde, bem como de relatórios de indicadores de saúde por estado, município, região de saúde e equipe.

Compartilhar

Relacionado


Cuida APS: Qualificação gratuita com foco no cuidado de pessoas com condições crônicas com inscrições abertas até 11 de agosto

Ministério da Saúde atualiza notas técnicas sobre indicadores de pagamento por desempenho do Previne Brasil

Cuida APS: Qualificação gratuita com foco no cuidado de pessoas com condições crônicas está com inscrições abertas

Cuidado da dor torácica na Atenção Primária foi tema de live da SBC em parceria com o Conasems

Cursos de aperfeiçoamento para profissionais da APS e de extensão para gestores da APS tem inscrições prorrogadas

Confira como foi a live de lançamento do Guia para Saúde Sexual e Reprodutiva e Atenção Obstétrica