Conasems desmente notícias falsas sobre requisição de medicamentos para intubação - CONASEMS
voltar

Gestão | 31/03/2021

Conasems desmente notícias falsas sobre requisição de medicamentos para intubação

Durante a 3ª reunião ordinária da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), na última terça-feira (30), o Ministério da Saúde e o Conasems desmentiram informações e notícias falsas sobre a requisição administrativa de medicamentos para intubação de pacientes com Covid-19 em leitos de UTI de todo o país.

“Saiu uma matéria que um distribuidor não entregou o medicamento porque o Ministério da Saúde proibiu a venda, isso é falso. O Ministério da Saúde requisitou com base no que estava contratualizado, proibir a venda de um distribuidor está fora da nossa legislação. Gostaria de deixar bem claro que esse monitoramento é feito com muita cautela e de forma contínua para conseguirmos levar medicamentos a beira leito”, disse Andrezza Franco, diretora de programa da Secretaria de Atenção Especializada para Saúde do Ministério da Saúde.

O secretário-executivo do Conasems, Mauro Junqueira, concordou com o fato de que o Ministério da Saúde não está inviabilizando a indústria de entregar medicamentos e fez um apelo. “Gostaria de chamar atenção de gestores hospitalares, gestores municipais de saúde e gestores estaduais de saúde. A omissão, o abuso na informação ou repasse de informação errada pode matar pessoas. Enquanto tenho medicamento no meu estoque, em outro lugar desse país está faltando e pessoas estão morrendo. É preciso ter muita responsabilidade, o medicamento precisa chegar para todos que estão necessitando. Nós vamos vencer, mas só conseguimos vencer se todos estiverem com o mesmo propósito, que é salvar vidas”, falou.

Mauro também pediu que todos os hospitais alimentem a planilha sobre os medicamentos que está sob coordenação de um grupo de trabalho que envolve Conasems, Conass e Ministério da Saúde. 

Confira abaixo vídeo do Conasems esclarecendo o fato:

 

 

Confira no vídeo abaixo, partir de 03:14:08, a apresentação feita pela diretora de programa da Secretaria de Atenção Especializada para Saúde do Ministério da Saúde, Andrezza Franco, durante a 3ª CIT do ano: 

 

Compartilhar