CIT discute reforços orçamentários e situação dos leitos de UTI para Covid-19 - CONASEMS
voltar

Gestão | 25/06/2021

CIT discute reforços orçamentários e situação dos leitos de UTI para Covid-19

Aconteceu nesta quinta-feira (24) a 6ª Reunião Ordinária da Comissão Intergestores Tripartite (CIT). Entre os destaques da reunião estão pedidos de reforços orçamentários para estados e municípios para enfrentamento à pandemia e pós-pandemia, homenagens aos profissionais da Atenção Básica e a situação dos leitos de UTI em todo país. 

O presidente do Conasems, Wilames Freire, lamentou pelas 500 mil mortes causadas pela Covid-19 no Brasil e fez um agradecimento especial aos vacinadores. “Nosso caminho para vencer a pandemia é vacinar a população.  Gostaria de homenagear todos os profissionais do SUS envolvidos com as ações de imunização, nós temos um exército com mais de 100 mil pessoas trabalhando diariamente em função da vacinação e por isso temos a certeza que nosso país logo estará voltando ao normal”, falou. 

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, falou sobre a importância da criação de estratégias para os cuidados com pacientes com sequelas da Covid-19 no ano de 2022 e reforçou a necessidade de reforços orçamentários para a saúde. “Não podemos basear nossa estratégia em recursos extraordinários. Precisamos buscar um planejamento orçamentário que reforce os recursos do Ministério da Saúde, precisamos de um esforço conjunto para sensibilizar o Congresso Nacional para a alocação dos recursos em projetos que sejam de real interesse do Sistema Único de Saúde”, falou. 

A representante da Opas/OMS no Brasil, Socorro Gross, fez uma fala sobre o trabalho de vacinação que vem sendo realizado na América Latina e elogiou o SUS. “Termos vacinado quase 100 milhões de pessoas demonstra que o SUS é forte. Nesse momento, vemos a necessidade de fortalecer a vigilância e pensar no futuro. A pandemia evidenciou uma necessidade de reflexão”, disse. 

Leitos de UTI e suporte ventilatório Covid-19

O coordenador geral de Controle de Sistemas e Serviços de Saúde do Ministério da Saúde, Josafá Santos, apresentou um panorama da situação dos leitos de UTI e suporte ventilatório Covid-19 em todo país, trazendo números de leitos habilitados e total de recursos utilizados. 

O secretário executivo do Conasems, Mauro Junqueira, enfatizou a importância do MS garantir a continuidade do pagamento aos municípios dos leitos de UTI, dos leitos de suporte ventilatório e dos Centros de Atendimento Covid-19. Além disso, fez uma alerta sobre a necessidade da criação de planejamento para esses leitos no ano de 2022.  “É importante que a gente garanta para os gestores que estão na ponta que enquanto houver pandemia esses recursos serão garantidos pelo Governo Federal. Ampliamos em mais de 24 mil leitos em menos de um ano. Nós não vamos ficar com os 24 mil leitos abertos pós-pandemia, mas temos que pensar num legado de maneira estratégica: quantos leitos e em que regiões serão mantidos”, ressaltou.

Willames Freire também destacou a demanda dos municípios em relação aos recursos repassados pelo Governo Federal.  “Estamos esperando o aporte para 2021 referente ao orçamento de guerra. Os municípios estão custeando com recursos próprios hoje cerca de 34 milhões de reais a mais dos 49 milhões que são repassados por mês para 24 mil leitos de UTI”, alertou.

 

Selo de Certificação de Atenção Primária de Qualidade

Presidente do COSEMS-AL e secretária municipal de saúde de Teotônio Vilela – AL recebendo o Selo de Certificação de Atenção Primária de Qualidade

Durante o evento, ocorreu a entrega de certificado de reconhecimento de desempenho na Atenção Primária à Saúde para os municípios com maior pontuação pelo bom desempenho no território por meio do Selo de Certificação de Atenção Primária de Qualidade: Pedra Branca/PB, Ingazeira/PE e Teotônio Vilela/AL.

O Selo de Certificação de Atenção Primária de Qualidade foi lançado como forma de fortalecer, estimular e promover a Atenção Primária à Saúde no Brasil e visa certificar 225 municípios que apresentaram, no 3º quadrimestre de 2020, notas nos indicadores de desempenho do Previne Brasil acima de 7. Os gestores serão certificados progressivamente, de forma presencial, nas reuniões mensais da Comissão Intergestores Tripartite – CIT


Confira na íntegra a 5ª Reunião Ordinária da Comissão Intergestores Tripartite (CIT): 

 

 

Compartilhar