Atualizado documento para tomada de decisão na resposta à Covid-19 - CONASEMS
voltar

Coronavírus | 14/10/2020

Atualizado documento para tomada de decisão na resposta à Covid-19

Avaliação de riscos e orientações para uso de medidas de distanciamento social são os principais temas abordados pelo documento Estratégia de Gestão – Instrumento para apoio à tomada de decisão na resposta à pandemia da Covid-19 na esfera localdesenvolvido em conjunto com representantes do Conasems, Conass e OPAS. O documento foi atualizado e você pode conferir a nova versão.

Diante da emergência por doença respiratória, causada pelo novo Coronavírus SARS-COV-2 (Covid-19), o instrumento apresenta uma proposta que visa apoiar os gestores na adoção de medidas de saúde pública, no sentido de reduzir a velocidade de propagação da doença e evitar o esgotamento dos serviços de saúde, especialmente de terapia intensiva.

O documento traz orientações considerando os cenários locais, além de nortear o planejamento de ações na gestão do SUS. Destaca-se que a estratégia a ser adotada em cada território seja adaptada a sua realidade, considerando as informações disponíveis. O documento não inviabiliza a adoção e aplicação de instrumentos estratégicos elaborados pela gestão local, não possuindo, portanto, caráter obrigatório de sua utilização.

“Dentre os diferentes instrumentos para o processo de avaliação de riscos disponíveis na literatura científica até o momento propõe-se o uso de um conjunto de indicadores que avaliará as ameaças e vulnerabilidades do sistema de saúde no âmbito local, relacionadas à capacidade de atendimento e cenário epidemiológico”, destaca-se no documento, que propõe que a  avaliação de risco seja realizada semanalmente pelo gestor local, enquanto estiver declarada a Emergência de Saúde Pública.

O documento aponta que “As medidas de distanciamento social associadas às demais medidas não-farmacológicas, são, até o momento, as estratégias mais efetivas para redução da velocidade de contágio e de óbitos pela Covid-19, assim como para a prevenção do colapso do sistema de saúde”

Dentre as orientações descritas no instrumento, que traz dados, gráficos e referências, estão critérios de adoção e avaliação de medidas de isolamento, monitoramento de casos sintomáticos e contatos, reforço de medidas de distanciamento físico, higiene e limpeza em unidades de saúde públicas ou privadas. Além da proteção de grupos vulneráveis, enfatizando a promoção de necessidades básicas, acesso e acessibilidade.

É recomendado também atenção às estratégias de comunicação interna (com profissionais de saúde) com a divulgação de “dados, informações e ações adotadas entre todas as instituições e profissionais envolvidos no enfrentamento da Covid-19”. O documento também traz orientações sobre a comunicação externa (com a população), “Recomenda-se comunicação de fácil acesso, regular e contínua sobre as ações, medidas adotadas e situação dos níveis de riscos à população geral, respeitando as comunidades tradicionais, povos indígenas, pessoas com deficiência e as demais que necessitarem de adequação na comunicação”.

Confira o documento Estratégia de Gestão

Confira também a 2ª edição do Guia Orientador para o enfrentamento da pandemia Covid-19 na Rede de Atenção à Saúde

Compartilhar