Conheça a Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa

06/08/2018

As pesquisas feitas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) têm mostrado que a população idosa no Brasil cresce de maneira expressiva e contabiliza, atualmente, 30,2 milhões de pessoas. No último levantamento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – PNAD Contínua -, divulgado em abril deste ano, foram registradas mais 4,8 milhões de pessoas acima dos 60 anos desde 2012, um aumento de 18% desse grupo etário.

O Ministério da Saúde, por meio da Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa é responsável pela implementação da Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa, que tem como principais diretrizes: envelhecimento ativo e saudável, atenção integral e integrada à saúde da pessoa idosa, estímulo às ações intersetoriais, além do fortalecimento do controle social, garantia de orçamento, incentivo a estudos e pesquisas dentre outras.

No que diz respeito à atenção ofertada ao idoso no SUS, foi criada há 10 anos a Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa como instrumento estratégico para auxiliar no manejo da saúde desse grupo etário. O material permite o registro e acompanhamento, pelo período de cinco anos, de informações como dados pessoais, sociais e familiares, além das condições de saúde do idoso e seus hábitos de vida.

Para orientar gestores, profissionais de saúde, familiares e cuidadores a utilizar corretamente a caderneta, foi lançado um manual que explica passo a passo cada uma das etapas de identificação, avaliação, acompanhamento e preenchimento das fichas de espelho. Desde as perguntas sociais, que tratam sobre o tipo de residência do idoso, acesso fácil a farmácias, se recebe aposentadoria e convive diariamente com amigos e familiares, até questionamentos de saúde sobre presença de doenças crônicas, quedas e cirurgias são explicadas passo a passo no manual.

Para ter acesso ao manual basta clicar aqui