Mato Grosso: secretários municipais de saúde se reúnem em Cuiabá

10/03/2017

Com objetivo de discorrer sobre o desafio de ser gestor o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), Mauro Junqueira esteve em Cuiabá na terça-feira, 07 de março. O bate-papo, como preferiu chamar o momento, integrou as atividades do XX Encontro de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso, realizado no período de 06 a 09 de março.

Na ocasião, o WebDoc Brasil, aqui tem SUS, realizado em Colíder-MT, foi lançado. O vídeo fala sobre a experiencia exitosa vencedora da Mostra Brasil, aqui tem SUS realizada no último Congresso do Conasems, o projeto Pró Catador, que promoveu ações para melhorar a qualidade de vida dos catadores de material reciclado da usina de triagem e compostagem do município.

Assista aqui o webdoc:

Mauro que atua como secretário municipal de saúde em Carmo de Minas/MG apresentou de forma sintética os desafios que os gestores enfrentam no início da gestão, levando em consideração que Mato Grosso teve renovação de 110 prefeituras no pleito de 2016.

O gestor de Saúde, como explicou o presidente, assume com uma série de prazos e obrigações, ao mesmo tempo, que precisa conhecer a realidade do município quanto a epidemiologia, estrutura e organização técnica, administrativa e financeira. “Conhecer a infraestrutura implica não somente na estrutura gerencial da Secretaria e de suas unidades, mas também na estrutura logística e administração, incluindo contratos de trabalho e de prestação de serviços, e abastecimento da rede de saúde”, exemplificou.

Junqueira explicou ainda que é de suma importância que o secretário inteirar-se da CIR, da região prévia dos secretários na região de Saúde, se aproximar-se do COSEMS/MT e se programar levando em consideração o calendário de reuniões.

O presidente reafirmou que o SUS faz muito, com muito pouco e destacou a importância do sistema que oferece atenção direta a 150 milhões de brasileiros, com 48% dos recursos gastos em saúde no país. Alertou ainda para o cenário de intensa judicialização das demandas de saúde e criminalização do gestor. “Ser secretário de Saúde na atual conjuntura é um desafio, que requer muita força e preparo, pois além de visão política, é preciso se apropriar de discurso técnico. É preciso fortalecer e dividir responsabilidades com os Conselhos de Saúde, e tornar as ações mais e mais transparentes”, ressaltou.

O presidente reforçou ainda o pedido ao Estado representando pelo secretário de Estado de Saúde, João Batista, que coordenava a mesa, que sejam regularizados os repasses, pois os municípios já investem muitos recursos próprios, e sem os repasses a continuidade do serviço se torna ainda mais complicado.

Mauro finalizou a fala reiterando as principais agendas do CONASEMS, destacando a Mesa de debate organizada junto ao Encontro de Prefeitos, que acontece em abril, em Brasília/DF; o Congresso com o tema “Diálogos no cotidiano do SUS – Fazendo a Gestão Municipal”, que será realizado em julho, em Brasília/DF e a Mostra Brasil Aqui tem SUS – premiação, webdocs.

MESA DE ABERTURA

Participaram da composição da mesa de abertura que precedeu a Conferência Magna a sra. Silvia Regina Cremonez Sirena,  presidente do COSEMS/MT, sra. Aparecida Clestiane da Costa Vieira Molina, vice-presidente do COSEMS/MT, o sr. Jader Luis Mendes Bahia, secretário geral do COSEMS/MT, o sr. Reinaldo Gaspar Mota, representando a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), o sr. Moacir Pinheiro Piovesan, prefeito de Porto dos Gaúchos, no ato representando a Associação Mato-grossense de Municípios (AMM), a sra Elizeth Lúcia de Araújo, secretária de Saúde de Cuiabá, o sr. João Batista, secretário de Estado de Saúde, o conselheiro Antônio Joaquim, presidente do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE/MT).

A primeira a fazer o uso da palavra foi a presidente do COSEMS/MT, Silvia Regina que enfatizou a ação do Acolhimento Regionalizado realizado no período de 17 de janeiro a 21 de fevereiro. “A ação nos possibilitou um novo olhar sobre as especificidades de cada região, por isso, aproveitamos este momento para reafirmar o ato heroico de ser gestor na região do Araguaia, e pedimos afirmamos é preciso que a equidade seja vista e revista em Mato Grosso, pois nossos municípios clamam por melhorias e os cidadãos merecem Saúde de qualidade”, desabafou.

Silvia ressaltou ainda o apoio de quase 100% dos Escritórios Regionais de Saúde e a atuação da equipe técnica, dos apoiadores e dos membros da diretoria 2015/2017 que por meio da união e otimismo conseguiu superar muitos desafios e fazer a diferença. Ressaltou ainda a esperança depositada nos secretários adjuntos, Gabriela Boabaid, Fábio Lado e Wisley Clemente; a parceria formada no município de Porto dos Gaúchos.

O professor Reinaldo Mota reiterou a disposição da UFMT em contribuir com a formação, capacitação dos trabalhadores, da comunidade e do fomento da Educação Permanente em Saúde. “Colocamos a disposição a UFMT que já é grande parceira do COSEMS/MT e lembramos ainda que atualmente 110 municípios são atendidos pelo Programa Mais Médicos, promovendo a troca de experiências e acima de tudo facilitando o acesso a Saúde e melhorando a qualidade do atendimento lá na ponta”, disse.

A secretária de saúde de Cuiabá, Elizeth Lúcia enalteceu a importância do evento promovido pelo COSEMS/MT e informou que o tema “Atenção Básica” vem de encontro com as propostas da atual gestão da capital que visa promover o planejamento de ações de forma ampla. “O paciente que vem do interior busca atendimento da referencia que a capital se tornou, por isso entendemos as dificuldades e vamos de forma coletiva mudar o cenário. Precisamos investir na atenção básica,  e não na doença”, relatou.

O prefeito de Porto dos Gaúchos, Moacir Piovezan (Baixinho) reafirmou que a AMM está de portas abertas aos secretários, que junto aos 141 prefeitos lutam por uma Saúde de qualidade. “Vemos muitos municípios sufocados com o atraso dos repasses e buscando fazer o melhor para o cidadão”.

O secretário de Estado de Saúde, João Batista considerou a importância da união de forças para fazer a diferença no SUS em MT, e aproveitou o ensejo para convidar o COSEMS/MT e todos os gestores a participar da Implantação do Sistema de Regulação (SISREG) que é responsabilidade do Estado, e tem obtido auxilio de Cuiabá na tarefa de implantação. Quanto a eleição da nova diretoria João Batista ressaltou a postura combativa de Silvia, que cobra atuação da gestão de forma independente e combativa. “Precisamos fazer a diferença, e você Silvia tem feito a diferença com sua postura correta e firme. Quer um milagre, seja um milagre”, finalizou.

O conselheiro Antônio Joaquim do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE/MT) finalizou as falas da mesa enaltecendo que a capacitação e acesso a informação modifica o pensamento e promove melhoria na atuação. “O Tribunal têm visto na capacitação uma forma de modificar a visão e melhoria na atuação, seja dos vereadores, conselheiros e área técnica. Não há solução sem a participação cidadã, por isso é tão importante instrumentalizar o cidadão para as funções”, destaca.

Via COSEMS/MT