COSEMS-BA

Municípios apresentam seus resultados no encerramento do Projeto Zikalab

30/11/2018

O encerramento do Primeiro Encontro Estadual do Trabalhador no Contexto do Vírus Zika, com as apresentações dos resultados da 2ª fase, com as atividades de dispersão desenvolvidas pelos 83 participantes, ocorreu na segunda-feira (26/11), no auditório da União dos Municípios da Bahia (UPB). Na mesa de abertura, a presidente do Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde da Bahia, Stela Souza, foi representada pela secretária de saúde de Una, Gleiciane Birschner. A gestora de Una esteve acompanhada pela superintendente de Vigilância e Atenção em Saúde do Estado da Bahia (SUVISA), o diretor da atenção básica do Estado da Bahia, Cristiano Soster, o coordenador do Projeto Zikalab, Thiago Trapé, a presidente ONG Abraço a Microcefalia, Joana Damásio e o diretor de relações governamentais da Johnson & Johnson, Ronaldo Pires.

A secretária de Saúde de Una, Gleiciane Birshner, destacou a importância deste curso no sentido de qualificar os profissionais que prestam atenção às pessoas com a síndrome congênita do Vírus Zika. “Esses profissionais precisam estar sempre se atualizando, pois com o avançar da idade surgem novas necessidades”, avaliou a gestora. Uma outra abordagem trouxe o coordenador do Zikalab, Thiago Trapé, em seu comentário. Para ele, o Zikalab consegue mobilizar e envolver outros profissionais a partir das técnicas e metodologias discutidas no curso, “sempre digo que não queremos inventar a roda, o que fazemos é apontar caminhos para que as ações aconteçam neste cenário”, comemorou Trapé.

No encontro de ontem, a coordenação das apresentações ficou sob a responsabilidade da docente e secretária executiva do COSEMS/BA, Maria Luíza Campelo. Durante todo o dia, profissionais de 40 municípios, divididos em dois turnos, apresentaram para os colegas de turma as suas experiências locais, denominadas como atividade de dispersão. O objetivo desta ação foi capacitar as equipes de saúde pública dos municípios para oferecer acolhimento às crianças com microcefalia suas famílias e apoiar ações desde a prevenção até intervenções em crianças com síndrome congênita do vírus Zika.