Aedes na Mira: última turma de tutores do país se reúne em Campinas-SP para curso de formação

27/11/2018

Entre os dias 26 e 30 de novembro, a última turma de tutores do projeto Aedes na Mira para a capacitação de Ensino à Distância (EAD) de combate ao Aedes na perspectiva da integração da Atenção Básica e Vigilância em Saúde, se reúne em Campinas-SP para fazer o curso de formação. Os 74 tutores selecionados serão responsáveis por acompanhar as atividades dos alunos da região Sudeste inscritos no programa.

As aulas durante o curso de formação dos tutores são ministradas por professores do Instituto de Pesquisa e Apoio ao Desenvolvimento Social (IPADS), parceiro do Conasems no projeto. Ao longo da semana, os tutores vão aprender sobre o funcionamento da plataforma EAD, as formas de auxiliar os alunos e rever assuntos que serão tratados ao longo da capacitação – aspectos clínicos da dengue, zika e chikungunya, manejo das arboviroses, organização da rede, planejamento, integração da AB com a VS, estratégias de mobilização social, entre outros.

O presidente do Conasems, Mauro Junqueira, ressaltou a importância do trabalho dos tutores para o sucesso do projeto. “Nós contamos com vocês para que os 5.570 alunos que serão capacitados em todo o país ao final do projeto possam fazer a diferença nos seus municípios e regiões de saúde. É preciso motivá-los, instigá-los e auxiliá-los  quando tiverem dúvidas durante as atividades. O compromisso de reduzir os casos de arboviroses no Brasil deve ser de todos nós”, justificou Mauro. O presidente da entidade também anunciou que todos os 230 tutores que foram selecionados para o Aedes na Mira terão hospedagem e deslocamento custeados para participar do 35º Congresso Conasems que acontece em julho do ano que vem em Brasília.

Durante a abertura do encontro, o coordenador técnico do projeto, Fernando Monti, também defendeu a importância da aplicabilidade dos conhecimentos que serão passados aos alunos através da plataforma EAD. “O Aedes na Mira é um projeto que tem potencial transformador muito grande. Atualmente, apenas cerca de 300 municípios no país não estão infestados pelo mosquito do Aedes, então pensar em uma capacitação como essa é acreditar em um modelo preventivo diferente do que tem sido feito no país nas últimas décadas”, explica Fernando.

Também participaram da abertura do encontro em Campinas a representante do IPADS Maria José Nogueira de Sá, representante do Cosems/SP Brigina Kemp, representante da Secretaria de Saúde de Campinas Andrea Paula Von Zuben e assessora técnica do CONASEMS, Kandice de Melo Falcão.

Aedes na Mira: tutores da região Sudeste comentam sobre o projeto

Aedes na Mira

O projeto nasceu de um convênio do Conasems com a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS) e tem como parceiros o IPADS e a Associação Brasileira de Profissionais de Entomologia de Campo (ProEpi). Ele tem como proposta a capacitação de profissionais do SUS no combate às arboviroses em todo o território nacional na perspectiva da integração da Atenção Básica e Vigilância em Saúde. Para tanto, foram desenvolvidas ferramentas educacionais tanto na modalidade de Educação a Distância (EAD) com tutoria, quanto na modalidade semipresencial e na modalidade autoinstrutiva.

A capacitação para tutoria EAD é uma ação dentre várias outras do projeto Aedes na Mira. Desde o início de junho deste ano, as capacitações autoinstrutivas em Entomologia aplicada à Saúde Pública e de Vigilância em Saúde Pública estão com inscrições abertas. As ferramentas desenvolvidas por meio de parceria entre o Conasems e a ProEpi já contam com mais dezesseis mil inscritos em todo país. Elas ficarão disponíveis de forma permanente na internet e servem de apoio aos profissionais da saúde e ao público em geral.

Além disso, alguns profissionais que concluíram a primeira etapa na plataforma de Ensino à Distância (EAD) de Entomologia aplicada à Saúde Pública, foram selecionados pelos Cosems para participarem das duas turmas de capacitação semipresencial realizadas em Brasília. A ProEpi fez uma avaliação do perfil de cada aluno e profissionais de todas as unidades da federação foram selecionados para participar da etapa presencial. Os selecionados completaram 120 horas de carga-horária total.

Confira a galeria de fotos

Última turma de tutores do país se reúne em Campinas-SP para curso de formação do Aedes na Mira